Nova!! “Branca” por Rodrigo Level

“A técnica da obra acrílica sobre papel, suas dimensões são 50×70 cm. “Branca” inspirada em diversos sentimentos, a busca de unir todos esses sentimento em um único lugar de uma forma que eu imagino, a obra é um circulo perfeito de sentimentos, onde cada orgânico representado mostra os perfumes, o conforto, o calor, misturados a espinhos que por vezes nos espetam e nos incomodam, foi a forma e visão  “minimalista” de retratar tudo o que gostaria de unir em um circulo de conforto.” . Assim Rodrigo explica como a peça, que acaba de virar uma estampa para a El Cabriton, surgiu.

Sempre presente em seus trabalhos, as formas circulares expressam as formas geométricas, mais precisamente os círculos, representam os mais profundos sentimentos de Rodrigo.

“Branca”

Não saberia descrever, expressar com gestos, não saberia cantar por isso, as linhas não seriam perfeitamente perfeitas para traçar oque enxergava de perfeição, mas podia sentir ao longo do tempo os perfumes, o carinho, o toque, as cancões, a temperatura, o conforto e os sorrisos que ali frisaram os calmos barulhos que existiam, os sabores que as vezes se mesclavam do doce ao amargo, se fechou um circulo, um circulo perfeito de sensações que precisava ser externado, mostrado, lembrado e sentido da forma que cada olho possa ver de sua maneira. “Branca” representa o cume maior do sentimento belo e verdadeiro de um ser humano mesmo em dias como os de hoje de sabores plásticos.

De 17 a 19 de março, essa estampa está com 20% off. De R$ 74,00 por R$ 59,20. AQUI

 

Veja Level em ação:

Para conhecer mais sobre o belo trabalho de Rodrigo, acesse: rodrigo-level.tumblr.com

NOVA!! “Augusta, Angélica, Consolação”

Estampa novinha em folha feita pelo Señor Cabriton em pessoa que desenhou sobre a imagem do Google Maps da região. Para quem não conhece, os nomes se referem à 3 ruas são muito próximas uma da outra, na região central de São Paulo.

Nós somos suspeitos para falar de Augusta, né? A rua é a nossa casa e está em nosso coração. Passagem obrigatória para quem vem a São Paulo a passeio, a Rua Augusta representa a cidade como nenhum outro lugar com toda sua diversidade.

Tom Zé, baiano que caiu de amores pela cidade de São Paulo, criou a canção que brinca com os nomes das ruas.

Então, fica a nossa homenagem a homenagem de Tom Zé.

Versão Masculina e Feminina R$ 64 mangos em nosso maravilhoso site! Clique AQUI!! 

Tom Zé lançou a música no disco “Todos os Olhos” (aquele da capa com a bolinha de gude) e se você não conhece a música, segue o vídeo e abaixo a letra.

“Augusta, graças a deus,
Graças a deus,
Entre você e a angélica
Eu encontrei a consolação
Que veio olhar por mim
E me deu a mão.
Augusta, que saudade,
Você era vaidosa,
Que saudade,
E gastava o meu dinheiro,
Que saudade,
Com roupas importadas
E outras bobagens.
Angélica, que maldade,
Você sempre me deu bolo,
Que maldade,
E até andava com a roupa,
Que maldade,
Cheirando a consultório médico,
Angélica.
Augusta, graças a deus,
Entre você e a angélica
Eu encontrei a consolação
Que veio olhar por mim
E me deu a mão.
Quando eu vi
Que o largo dos aflitos
Não era bastante largo
Pra caber minha aflição,
Eu fui morar na estação da luz,
Porque estava tudo escuro
Dentro do meu coração.”

Nova!! “Jovem Didi” por Issao Bazzoli

Didi Mocó Sonrisal Colesterol Novalgino Mufumbbo. Quem nasceu nesse país tropical abençoado por Deus sabe de quem estamos falando, certo?
Interpretado por Renato Aragão, o lendário personagem da também lendária série Os Trapalhões, apareceu para o mundo pela primeira vez em 1960. Sobre a criação do personagem, Renato disse: “V
eio na hora, ao vivo, em uma esquete em que pedia emprego e dava o meu currículo. Perguntavam o meu nome e o sobrenome não estava no script. Quando falei ‘Mocó’ o povo riu para caramba. E sempre que eu falava era uma risada só.”.

E das mãos e imaginação de Issao Bazolli nasceu essa maravilhosa estampa que homenageia  esse personagem  da nossa infância! 

Estampa disponível  somente no modelo masculino por R$ 74,00 ( por enquanto!).  Compre AQUI!

Sobre o processo de criação da estampa, Issao, que faz parte do coletivo Opala Rosa Choque, conta que tenta estudar de tudo um pouco:  Eu vejo muitas referências diariamente. O que eu faço é produzir, seja errando ou tentando acertar, é isso que me faz evoluir e melhorar meu trabalho. Estava tentando fazer algumas caricaturas, tentei fazer algumas dos Trapalhões”.  Nós vimos, gostamos e o resultado está aí ( quem sabe em breve não vem os outros integrantes, hein???). Entre seus episódios favoritos da trupe, Issao diz ” gosto de vários deles, principalmente os esquetes mais rápidos, aonde a piada parece que funciona melhor como alguns episódios curtos do Didi garçon ou do Mussum no bar”, a gente concorda.

A estampa foi feita usando photoshop, Issao fez apenas alguns rascunhos no papel para guardar a ideia.

Para conhecer mais trabalhos de Issao e do coletivo Opala Rosa Choque, acesse :

www.opalarosachoque.in
www.flickr.com/issao_andre

Abaixo seguem alguns links de episódios focados no Didi e uma entrevista em que o humorista fala sobre o início da sua carreira nos Trapalhões.

http://www.youtube.com/watch?v=C2fmZhBiKIc

http://www.youtube.com/watch?v=0Bur93Ciuug

Estampa nova: “Abraço de Urso”

Lançamento do mês de fevereiro, “Abraço de Urso” foi uma ilustração feita originalmente para a Primeira Edição do nosso Projeto 54 (edição histórica e esgotadissíma!!), como a carta Quatro de Copas:

Gostamos tanto da estampa que queríamos colocá-la em uma camiseta e Bruno aceitou!! Segundo ele, a ideia da estampa foi “Tentar representar de uma maneira meio tragicômica aquelas pessoas que amam demais e que acabam não sabendo medir esse amor e  exageram na dose.”

O desenho foi todo feito digitalmente, mas Bruno tem o costume de sempre fazer esboços no papel antes de pular para o computador.

O designer cedeu uma foto do esboço do desenho:

 

Versões feminina e masculina R$ 74,00, no nosso SITE.

Bruno aprendeu a ilustrar com seu irmão mais velho e lembra “Lembro de ter feito o desenho de um carro que gostei muito. Continuei desde então, porque era a única forma de fazer parar de chorar meu primo de três anos que passava as tardes lá em casa. Hoje trabalho em um escritório de Design em Belo Horizonte e ilustro alguns livros infantis também”.

Nunes também já pintou nossa fachada, em novembro de 2011:

Foto por Claudio Pepper

O artista já produziu outras estampas para a El Cabriton (que estão esgotadas no momento) e o magnífico kit porta-copos abaixo:

Para visitar o site de Bruno e apreciar mais trabalhos dele, clique AQUI!

“The Routine” por Niege Borges

Qual é o modo mais legal de homenagear um filme  ou seriado querido?

Niege Borges escolheu a dança!

A designer, que também é uma mestre de infográficos, se inspirou no Dance Plage de 1958 para uma série de ilustrações que imprimiu em pôsters e em camisetas aqui para a El Cabriton!

Em 1518 várias pessoas de uma cidade francesa chamada Stransbourg foram afetadas por uma epidemia da dança. Começou com uma mulher, Frau Troffea, dançando na rua e terminou com mais ou menos 400 pessoas dançando por dias sem descanso, resultando em algumas mortes por ataque cardíaco, derrame e exaustão. As estampas de Niege são, de alguma forma, uma homenagem a Frau Toffea. Segundo a autora “Da dança mais boba até as mais elaboradas do cinema, tivemos muita dança nas últimas décadas (não o suficiente para matar alguém, eu espero).”

Nesse mês quem volta para nossas araras é a coreografia de “The routine”. Dança protagonizada por Ross e Mônica, do seriado Friends.

Para quem não lembra do episódio, vale a pena dar uma relembrada:

Por enquanto só disponível no modelo feminino.

Para comprar essa belezinha, clique AQUI! 

Novas reedições de outras danças devem voltar em breve! Fique atento!

“Look here comes the sunrise” por Fabrício Lima

Lançamento do mês de Fevereiro, a estampa “Look Here Cames the Sunrise” foi retirada do clipe oficial da canção “Sleepwalk with Me” da banda Young Galaxy e feito por Fabrício Lima. A inspiração para a animação veio de uma carta de amor publicada em 1953 e 1961 pela “One Magazine” nos Estados Unidos.

Na carta, um dos soldados descreve momentos mágicos que teve junto ao seu parceiro, Dave, durante a ofensiva em que se conheceram, no norte da África, em 1943. Uma verdadeira história de amor durante a Segunda Guerra Mundial.

faboern

“Eu fiz essa frase com esse avião, porque na história, o amor entre dois soldados acaba por causa da guerra. Então eu queria fazer um paralelo, entre olhar o amanhecer, e na verdade, foi quando o amor deles chegou ao fim” disse Fabrício.

A peça inteira é maravilhosa e pode ser vista aqui:

 
Fabrício é paulista e tinha residência fixa em Buenos Aires ( hola!!). Atualmente está passando um período no Brasil. Depois de 13 anos trabalhando em grandes estúdios ao redor do mundo, seu tempo livre é gasto com ilustrações, filmagens e viagens ( apesar de ter medo de avião). Ele também escreve e contribiu com Motionographer! .

Para conhecer mais sobre o trabalho de Fabrício, visite seu site: http://www.fabriciolima.tv/

A carta em que Fabrício se inspirou é essa aqui:

skitched-20130311-162038

NOVA! “Clicheria” por Ramon Rodrigues

Ramon Rodrigues é um mestre da xilogravura. A técnica utiliza a madeira como matriz e possibilita a reprodução de imagem gravada sobre papel ou outro suporte adequado, como se fosse um carimbo.

Foto http://ramonrodrigues.tumblr.com/

 

Foto http://ramonrodrigues.tumblr.com/

Extremamente manual, o processo é usado há séculos. Os primeiros sinais  foram detectados na China antiga e depois a técnica se espalhou para o mundo todo. Aqui no Brasil os exemplos mais clássicos são os livretos de literatura de cordel.
E foi com essa técnica que Ramon criou a estampa “Clicheria”, inspirada em “flashs de estúdios de tatuagem”, como ele mesmo diz.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para ver o fantástico trabalho de Ramon, acesse: http://ramonrodrigues.tumblr.com/

Para comprar essa belezinha, clique AQUI!